Nesse post tentarei passar minhas opiniões sobre um assunto muito legal, Feedback: Em alguns contextos a palavra feedback pode significar resposta ou reação. Neste caso, o feedback pode ser positivo ou negativo. Ex: Apresentei o meu relatório para os acionistas e o feedback foi muito positivo. (Significado). Temos alguns tipos de feedbacks que os líderes podem e devem passar para a equipe, vejamos.

Feedback positivo

Esse é o que todos gostam, é aquela abordagem camarada elogiando o que você fez e o quanto vocẽ merece um salário maior (a última parte é o ego falando). Um feedback positivo constitui em mostrar para o membro da equipe o quanto ele está fazendo seu trabalho legal. Mas não quer dizer você receber um feedback positivo é um elogio e que acerta sempre, mas sim, se bem aplicado é para tentar manter algo que é bom em um liderado e que é para continuar seguindo a linha, afinal o salário vem para isso mesmo. Mas creio que muitos líderes confundem ou misturam o pessoal com o profissional fazendo com que um feedback positivo se torne um elogio e em público, podendo trazer ciúmes entre a equipe e mostrando favoritismo de um liderado.

Feedback negativo

Um feedback negativo consiste em mostrar para o liderado que está errando em algo, tentando alertar a pessoa dos erros como, atrasos, falta de atenção, escrever e-mail errado, para trazer melhoras do funcionário como também para a equipe, onde bem sabemos que se uma pessoa chega atrasado todo dia os outros cogitarão fazer o mesmo, mas é papo para outra hora, e o líder deve enxergar essas coisas. O maior problema dos líderes é não saber a hora certa de transmitir o feedback-bronca ou mesmo como passar isso e acaba por ser grosso ou mesmo sem noção do que fala, causando "sequélas" no funcionário, podendo transformar ele em uma espécie de câncer na equipe, onde o desânimo ou raiva que veio com o feedback negativo pode ser transmitido aos demais da equipe. O pior dos casos é o lider querer dar um feedback negativo em público, ou seja, é uma forma de tentar humilhar o próximo porque não soube  separar o pessoal do profissional, e acredite, acontece bastante.

Em ambos os feedbacks temos o mesmo problema, pessoas que não separam pessoal do profissional, onde pode acabar causando liderados acomodados ou raivosos, equipe enciumada ou desanimada. Em ambos os casos tem que se ter calma e saber transmitir com clareza o que quer falar, para não causar transtornos futuros e acima de tudo, aos líderes, feedback não endeusa você, só mostra sua visão de uma outra pessoa. Queira o melhor para o membro da sua equipe que isso se torna recíproco.

Temos também o Feedback Corretivo

Um feedback corretivo é interessante, pois como uma luta de MMA, seria como se o líder nocauteasse e depois estendesse a mão para ajudar e após ajudado, dá aquele chute na cara. Esse feedback é o mais próximo de "sermão de mãe", em que quando bem empregado, faz o liderado enxergar de fato os próprios erros, pois esse é em caso sério, para aquele funcionário que recebeu ao menos 3 "dicas" para melhora e insiste em se manter no erro. Acredito que esse feedback é pouco utilizado como se deve e transformado (de acordo com o grau da mistura pessoal-profissional) em um feedback negativo em público. Nesse sim você tem que estar muito bem com a vida, para não causar um transtorno muito maior do que já está causando.

Por último, mas não menos importante, o feedback inverso

É o famoso de baixo para cima, onde o membro da equipe fala para o líder o que pensa, muito bom quem gosta de receber um feedback desses, mas vejo que os líderes de fato não são tão humildes, são os primeiros a recusar uma idéia dessas, fazendo com que não evolua ou mesmo aprimore seu relacionamento com a sua equipe. Mas o fato que a recusa vem com o medo de seus erros serem expostos, porém creio que o fato do ser humano poder evoluir é a partir do reconhecimento do erro e a procura do acerto.