Hoje em dia acordamos e ouvimos uma voz nós dizendo que temos uma reunião às 11 com o diretor da empresa e lembra que às 14 horas temos um almoço marcado com o(a) cônjuge. E no momento que entramos no carro o rádio que sempre escuto no meu dia a dia, bem como me lembrar de alguma atividade que fora marcada por e-mail.
Esse é um cenário um tanto comum, com a diferença que é necessária a intervenção humana muitas das vezes. Mas a cada dia que se passa, a cada novidade que aparece, queremos mais um cenário desses, cenário onde não precisamos ter que pensar nas coisas diárias ou triviais e sim pensar mais no que é interessante ou importante, como o problema do trabalho que pode trazer a sua demissão ou mesmo em onde vai ser ocorrer a continuidade do jantar com o cônjuge, como no cinema ou teatro, pois nas coisas mais triviais não é necessário nós gastarmos muito tempo, como lembrar aquele evento marcado por e-mail.
Ao pensar em situações como abordado acima, estamos nos permitindo otimizar o nosso conhecimento, não nos preocupando com as coisas mais triviais e sim com as mais importantes, informações que possa nos levar à uma descoberta incrível, promoção no emprego ou mesmo conquista de algo importante.
Para quem utiliza o Google Now, sabe que os "cards" nos auxilia e muito durante o dia, como por exemplo, no momento de ligar o celular, já tem ali pronto a informação se vai chover no dia ou se fará sol, nos ajudando a decidir se vale a pena levar um guarda-chuva ou óculos de sol. Ou mesmo saber em que momento o próximo ônibus que está acostumado vai passar no ponto em que espera. Como também uma funcionalidade muito boa, para eu que ando muito com o transporte público pela cidade, escolher o melhor caminho para o destino, como as rotas do Google Maps, que está lá de fácil acesso à um toque.
Ferramentas como essas e outras que já existem ou mesmo que estão por vir, só tem vantagens para nós humanos que cada vez mais somos bombardeados com informações durante o dia e temos que tomar decisões que demanda tempo em que pode ser utilizado para outras coisas menos triviais.